Notícias

8 de Março de 2019
Pesquisas

Nível de endividamento familiar se mantém estável

Dados divulgados através da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic) mostram que o total de consumidores endividados no mês de fevereiro se manteve estável em Chapecó. O percentual foi de 48,4%, no mês passado, mesmo índice averiguado em janeiro. A pesquisa em Chapecó foi realizada conjuntamente entre o Sindicato do Comércio (Sicom) e a Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio/SC). Os dados apontam, também, que os carnês representam o principal fator responsável pelas dívidas dos chapecoenses.

Informações divulgadas pela Divisão de Pesquisa e Estatística do Sicom quanto ao nível de endividamento registram que, mesmo com contas a pagar, 51,6% dos entrevistados em Chapecó não estão com seus pagamentos atrasados. Possuem contas em atraso 16,9% entre os 48,4% de famílias endividadas.

Quanto às condições para quitar as dívidas, 47,5% disseram não ter meios, atualmente, de efetuar o pagamento. Perguntados sobre o tempo para quitar suas dívidas, 70% dos entrevistados afirmaram que irão realizar os pagamentos após 90 dias. Outros 22,5% devem efetuar o pagamento entre 30 a 90 dias.

Tipo de dívida

Quanto ao tipo de dívida existente no mês de fevereiro, das famílias chapecoenses entrevistadas 57,4% afirmaram que têm compromissos com carnês. Outras, na ordem de 50,7%, indicaram que estão comprometidas com o uso do cartão de crédito, enquanto 30,2% estão comprometidas com o financiamento de casa e 26,8% financiamento de carro. Por serem dívidas de longo prazo, 51,6% indicam que levarão mais de um ano para quitá-las, enquanto outros 24,4% irão levar entre três e seis meses.

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 08/03/19