Notícias

20 de Dezembro de 2017
Prêmios

Definida reportagem ganhadora do Prêmio Mariangela Iop de Oliveira

Reportagem que trata da importância do comércio na região Oeste e a geração de alternativas de renda foi a ganhadora do Prêmio de Jornalismo Mariangela Iop de Oliveira, dirigido para jornalistas profissionais e estudantes de jornalismo da região. Iniciativa do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM), esse prêmio chegou neste ano à sua quarta edição, com o apoio dos cursos de Jornalismo da Celer Faculdades e da Unochapecó.

O texto avaliado como primeiro colocado foi produzido pela estudante de Jornalismo Mariana Frozza Cossa, da Celer de Xaxim. Ela aborda a expansão do comércio em consonância com o comportamento das pessoas e o surgimento de alternativas, como os brechós, a moda ética e a produção artesanal. “Ao mesmo tempo em que empresas fecham as portas, outras surgem em um cenário onde a inovação é o grande diferencial”, afirma o texto, ao tratar de propostas alternativas que ganham espaço e contribuem com o cenário econômico da região.

A reportagem trata da moda ética, que valoriza tipos de matérias-primas, a cultura e as formas de produção de peças artesanais à mão, mediante cuidado especial com a fabricação, os consumidores, os trabalhadores e o meio ambiente. Também destaca a expansão dos brechós em Chapecó e em outras cidades da região, em termos de valorização da sustentabilidade, especialmente pelo aproveitamento de peças e adequações no consumo. Enfatiza, ainda, cuidados na prestação de serviços para chegar ao consumidor, inclusive pelo meio online.

Avaliação e critérios
Os critérios para a avaliação das reportagens consideraram a pertinência e relevância da pauta escolhida, o ineditismo, o aprofundamento do tema em relação ao significado social e econômico do comércio, a utilização correta das técnicas jornalísticas e a observância da Língua Portuguesa. O prêmio para a ganhadora, com direito a acompanhante, é um fim de semana no Sesc Pousada Rural, em Lages.

A comissão julgadora foi composta por três membros. Foram eles os representantes do curso de Jornalismo da Celer Faculdades, a professora Valéria Marcondes, do curso de Jornalismo da Unochapecó, o professor Vagner Dalbosco, e do Sicom, o assessor de imprensa Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira.

O prêmio
O lançamento do prêmio deste ano foi feito em 7 de abril, na programação organizada pelo Sindicato do Comércio da Região de Chapecó pela passagem do Dia do Jornalista. A próxima edição será lançada em abril de 2018, quando serão entregues formalmente o troféu correspondente ao prêmio de 2017 e a premiação.

Com essa iniciativa, lançada em 2014, o Sicom homenageia a jornalista Mariangela Iop de Oliveira, profissional que atuou em sua assessoria de imprensa por 21 anos e foi a primeira mulher jornalista formada a exercer a profissão em Chapecó. Falecida em 2012, era graduada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Maria e em Administração pela Fundeste/Unochapecó e pós-graduada em Metodologia do Ensino Superior em Comunicação Social e em Publicidade e Propaganda e atuou nas rádios Universidade e Imembuí, de Santa Maria, na Rádio Chapecó e foi assessora de Comunicação Social da Prefeitura de Chapecó.

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 19/12/17