Notícias

11 de Janeiro de 2022
Economia

CESTO DE PRODUTOS BÁSICOS SOBE MAIS DE 2% EM CHAPECÓ

Neste primeiro mês do ano, o custo do cesto de 57 produtos básicos em Chapecó apresenta aumento de 2,86% em comparação com dezembro, segundo levantamento mensal do curso de Ciências Econômicas da Unochapecó e da área de Pesquisa e Estatística do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó. Já a cesta básica de 13 produtos teve alta de 3,45%.  

De acordo com a pesquisa, o preço médio do cesto de produtos básicos no município é de R$ 1.970,59, enquanto no mês passado era de R$ 1.915,78. Dos 57 produtos, os cinco itens que mais tiveram aumento de custo são: cebola (59,24%); banana (43,06%); repolho (31,11%); alface (14,95%); e sabão em barras (10,46%). Já os cinco produtos que mais apresentaram redução de preço neste mês são: laranja (-10,21%); batata inglesa (-9,90%); vassoura de palha (-8,43%); carne suína (-5,76%); e sabão em pó (-5,23%). 

A pesquisa, realizada nos últimos dias 3 e 4, verificou que os produtos in natura apresentaram aumento de 10,91%. Também foi identificado aumento no preço dos produtos industrializados, de 1,83%. Os produtos semi-industrializados também tiverem alta, com elevação 2,29%, enquanto os artigos de higiene diminuíram em 0,35% e no grupo dos materiais de limpeza houve queda de 1,04%.

O grupo de serviços tarifados, como energia elétrica, água e gás de cozinha, quando comparado com dezembro, registrou queda de preços, na ordem de 0,32%. Neste mês, uma família chapecoense necessita de 1,79 salário mínimo (líquido) para adquirir o cesto de produtos básicos.

CESTA BÁSICA VOLTA A SUBIR

Após queda no preço da cesta básica em dezembro, janeiro traz elevação de custo. Na cesta de 13 itens a análise conjunta Unochapecó/Sicom Pesquisas, com a variação positiva de 3,45% de dezembro passado para janeiro, o valor foi de R$ 489,43 para R$ 506,30.  

EXTRA COMUNICA – Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS – 11/01/2022