Notícias

20 de Junho de 2018
Cursos

Capacitação orientará sobre a administração das finanças pessoais

Administrar as finanças pessoais, mediante adequados hábitos financeiros, representa uma atitude fundamental para o controle dos gastos individuais e familiares. Especialmente, essa prática inibe um dos principais problemas enfrentados pelas famílias na atualidade, que é o descontrole no pagamento de contas e o consequente endividamento. Para tratar de iniciativas que permitam controlar as finanças pessoais, o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (SICOM) realizará evento de capacitação com esse tema específico.

O workshop “Finanças Pessoais” está programado para a primeira segunda-feira de julho, dia 2, organizado através da Universidade Corporativa do Comércio (Unisicom), em parceria com o Sebrae. Será ministrante o especialista em Gestão Empresarial Rômulo Baldissera. Esse profissional tem experiência de mais de 10 anos no mercado financeiro, como assessor de investimentos e no exercício de funções administrativas no sistema bancário.

Entre as finalidades do workshop, está a apresentação de comportamentos e ferramentas destinadas à elaboração, controle e análise do orçamento pessoal e/ou familiar. Outro objetivo é de permitir a busca eficaz no equilíbrio das despesas de acordo com os rendimentos, de maneira que seja fomentada a independência financeira.

Para a inscrição no curso, que será ministrado no auditório do SICOM das 19h às 22h, o investimento é de R$ 90,00 para associados do Sicom e de 120,00 para não associados. Os interessados podem efetuar a inscrição através do e-mail unisicom@sicom.com.br, até 27 de junho. Informações detalhadas sobre o workshop podem ser obtidas no SICOM, pelo telefone (49)3319-4600.

O endividamento neste ano
Conforme a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic), levantada mensalmente pelo Sicom, através de sua Divisão de Pesquisa e Estatística (Sicom Pesquisas), e pela Federação do Comércio, as dívidas tem oscilado em Chapecó neste ano, mas sempre superam os 40%. As principais causas envolvem a utilização de carnês, cartão de crédito e financiamento de casa como os maiores compromissos dos chapecoenses nos primeiros cinco meses.

Em janeiro o endividamento foi de 48,1%, no mês seguinte subiu para 52,5%, em março caiu para 49,5%, em abril foi para 47,3% e em maio passou para 42,8%. Estudo do Sicom Pesquisas aponta projeções com os seguintes níveis de endividamento: junho - 48%; julho - 45,8%; agosto - 47,6%; setembro - 50,9%; outubro - 50%; novembro - 50,4%; e dezembro - 50,1%. 

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 20/06/18