Notícias

3 de Junho de 2019
Pesquisas

Cai número de famílias endividadas em Chapecó

Dois fatores que normalmente respondem pelo endividamento das famílias em Chapecó novamente estão entre as causas das dívidas registradas em maio, que são os carnês e o cartão de crédito. Mesmo assim, no mês passado o número de endividados em Chapecó diminuiu, em relação ao mês anterior. O percentual caiu de 45,6%, registrados no mês de abril, para 42% averiguados em maio. Em relação ao período de 12 meses, informação da Divisão de Pesquisa e Estatística do Sindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom) especifica que o endividamento das famílias chapecoenses chegou a 53,3% em maio do ano passado.
Essas e outras informações fazem parte da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência dos Consumidores (Peic), realizada em Chapecó através de parceria entre o Sicom e a Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio/SC). Segundo o levantamento, possuem contas em atraso 16% das famílias endividadas, enquanto 7% não terão condições de pagar as dívidas em atraso.

No levantamento quanto ao tipo de dívida existente no mês passado, das famílias chapecoenses entrevistadas 68,9% afirmaram possuir compromissos com carnês. Outras, na ordem de 51,8%, indicaram que estão comprometidas com o uso do cartão de crédito e 20,7% possuem contas motivadas por financiamento de casa.

Em termos de condições de pagamento dos valores em inadimplência, 41,3% das famílias que possuem contas em atraso dizem não ser possível pagar, enquanto 48,3% afirmam que poderão pagar totalmente. Já quanto ao tempo de pagamento das dívidas em atraso, 41,3% das famílias que devem indicaram acima de 90 dias, 40,6% até 30 dias, e 18,1% de 30 a 90 dias para pagamento dos débitos.

Nível de endividamento
Quanto à percepção do nível de endividamento que têm, 22,8% das famílias declaram-se mais ou menos endividadas, 10,1% pouco endividadas e 9,3% muito endividadas. Os dados coletados registram que, mesmo com contas a pagar, 57,8% dos chapecoenses entrevistados não estão com seus pagamentos atrasados.
·Índice da Peic em maio: 42%
·Causas: carnês (68,9%) e cartão de crédito (51,8%)
·Contas em atraso: 16% das famílias
·Sem condições de pagar: 7%

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 03/06/19