Notícias

12 de Março de 2018
Pesquisas

Banana, tomate e sabão puxam aumento do cesto básico em Chapecó

O custo monetário do cesto de produtos básicos subiu 3,63% neste mês em Chapecó, no comparativo com o mês de fevereiro, passando de R$ 1.263,82 para R$ 1.309,70. O levantamento é do curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em parceria com o Sindicato do Comércio da Região de Chapecó, por meio do SICOM Pesquisas.

A pesquisa, realizada nos dias 1 e 2 de março, indica que o encarecimento do cesto de 57 produtos foi puxado pela banana (62%), pelo tomate comum (40,66%) e pelo sabão em barras (30,69%). Embora o preço médio tenha aumentado, alguns produtos tiveram queda em março. O alho teve o custo reduzido em 9,08%, o xampu em 7,25% e o caldo de galinha em 7,25%.

A pesquisa verificou que os produtos in natura apresentaram aumento de 15,03% no preço e os semi-industrializados 3,27%. Já os artigos de higiene caíram em 1,65% e no grupo de serviços tarifados, como energia elétrica, água e gás de cozinha, quando comparado com fevereiro, o registro é de aumento de preços na ordem de 0,49%.

Neste mês, uma família chapecoense necessita de 1,37 salários mínimos líquidos para adquirir o cesto de produtos básicos.

Aumento na cesta básica
A pesquisa também consta de síntese dos preços registrados em Chapecó para os 13 produtos que compõem a cesta básica. São eles: açúcar, arroz, banana, batata inglesa, café moído, carne bovina, farinha de trigo, feijão preto, leite, margarina, óleo de soja, pão francês e tomate.

Conforme analisado pelo curso de Ciências Econômicas da Unochapecó, em parceria com o SICOM Pesquisas, de um custo de R$ 293,87 em fevereiro, a cesta básica passou para R$ 318,28, com aumento de 8,27%. Em março do ano passado o valor da cesta foi de R$ 291,62.

Os relatórios da pesquisa do cesto e da cesta básica estão disponíveis nos endereços http://sicom.com.br/pesquisas e www.unochapeco.edu.br/.

EXTRA COMUNICA - Hugo Paulo Gandolfi de Oliveira-Jornalista/MTE4296RS - 12/03/18