As empresas mais eficientes do varejo brasileiro

As empresas mais eficientes do varejo brasileiro

O Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Mercado de Consumo (IBEVAR), em parceria com o FIA, divulgou o ranking IBEVAR-FIA 2020, com as empresas mais eficientes do varejo brasileiro, em sete segmentos.

Para chegar a esses resultados o levantamento utilizou como base os dados de 2019, considerando fatores como: o número de colaboradores, a quantidade e o formato de lojas para verificar se esses recursos são empregados de forma produtiva na geração de resultados.

“Explorar apenas o faturamento de uma empresa não revela muito sobre o seu potencial. Mas olhar para a eficiência mostra, por exemplo, a capacidade de crescimento futuro que aquela companhia pode ter. Uma eficiência 90% menor que a concorrência pode indicar um potencial muito menor de crescimento”, explica Claudio Felisoni de Angelo, presidente do IBEVAR.

Confira no ranking as empresas que alcançaram os 100 pontos de eficiência em suas respectivas categorias:

Hiper e Supermercados
Grupo Carrefour, Irmãos Muffato, Makro, Zaffari, Atakarejo, D’Avó Supermercados, Formosa e Grupo Irmãos Boa

Eletroeletrônicos e Móveis
Via Varejo, Fast Shop e Tok&Stok

Moda e Esporte
Lojas Renner, Grupo Guararapes, Havan, Arezzo, Grupo Inditex, Inbrands e Lojas Avenida

Drogaria e Perfumaria
Raia Drogasil, Grupo Boticário, Panvel, Drogaria Araújo, Clamed, Drogaria Nissei e Profarma

Fast Food e Restaurante
McDonald’s, Burger King, AM/PM Comestíveis, Brazil Fast Food Corporation e IMC – International Meal Company

Material de construção
Leroy Merlin, Grupo Herval, Telha Norte, Grupo Cassol e BR Home Centers

Especializadas e outras
Cacau Show, Kalunga, Dpaschoal, Saraiva, Grupi CRM, Grupo Fartura de Hortifrut e Grupo Oxylane

Fonte: SuperVarejo, 01/10/2020

SICOM

O SICOM – Sindicato do Comércio da Região de Chapecó – atua como um importante aliado das empresas do comércio. Tem como foco principal o associado, por isso, trabalha com o propósito de coordenar, proteger e defender todas as atividades econômicas relacionadas ao comércio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *