Como os brasileiros estão enxergando as promoções?

Como os brasileiros estão enxergando as promoções?

Em um momento de crise como o que estamos atravessando, em que as estratégias de comunicação das empresas são milimetricamente planejadas, com base nos dados e com um olhar ainda mais sensível às necessidades do consumidor, as agências, mais do que nunca, adquirem um papel consultivo.

O núcleo de promoção e inteligência da MKT House, agência de live marketing, desenvolveu em parceria com a Opinion Box, uma pesquisa que tem como objetivo avaliar a relação dos brasileiros com as ações promocionais e saber como enxergam esse tipo de iniciativa durante a pandemia. Participaram do estudo mais de 800 respondentes, de norte a sul do Brasil, no período de 26 de maio a 1º de junho.

“Neste cenário tão imprevisível, entendemos que se torna ainda mais importante identificar com agilidade comportamentos e tendências relacionadas ao marketing promocional que gerem insights e oportunidades de negócios, a partir de informações consistentes, alavancando com coerência o posicionamento das marcas”, afirma Claudia Rocha, sócia-diretora na MKT House.

Para 96% dos consumidores, as ações promocionais são vistas como uma iniciativa positiva – 52% enxergam as marcas que fazem promoções como parceiras, uma vez que os benefícios ajudam o consumidor a economizar em um momento de crise; já 44% acreditam que as promoções são muito importantes para que a indústria continue se movimentando e vendendo.

Quando se fala nos prêmios mais valorizados neste momento, ocupam sucessivamente o primeiro, segundo e terceiro lugares: dinheiro para mudar de vida, a casa dos sonhos e as contas pagas. “Em um contexto de instabilidade financeira, os aportes em dinheiro são vistos como uma premiação relevante para os consumidores. A casa própria, um sonho que o brasileiro acalenta e que em momento de isolamento social ganhou um novo significado, também aparece entre as preferências dos brasileiros”, reforça Claudia Rocha.

Quanto mais social, melhor

Ações que gerem engajamento e beneficiem de alguma forma as causas sociais são vistas como coerentes para o momento – 92% dos consumidores entrevistados informaram que dariam preferência por participar de ações promocionais que de algum modo favorecessem as causas sociais; e destes, 42% participariam de promoções em que parte das vendas fosse revertida para alguma causa dessa natureza.

Ainda de acordo com a pesquisa, a ação promocional é um fator que impulsiona os consumidores a testar novas marcas – 55% se mostram dispostos a trocar a sua marca preferida por outras que ofereçam promoções, enquanto 69% afirmam que comprariam mais de um item para participar de uma promoção.

Quando questionados sobre os meios que mais os influenciam a participar de uma ação promocional, as redes sociais figuram com uma fatia relevante de 66%, enquanto influenciadores aparecem com 22% das menções e celebridades com 12%.

Fonte: Super Varejo, 11/06/2020

SICOM

O SICOM – Sindicato do Comércio da Região de Chapecó – atua como um importante aliado das empresas do comércio. Tem como foco principal o associado, por isso, trabalha com o propósito de coordenar, proteger e defender todas as atividades econômicas relacionadas ao comércio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *