Tecnologia no varejo: você sabe o que realmente importa para o consumidor?

Tecnologia no varejo: você sabe o que realmente importa para o consumidor?

Muito tem se falado sobre o papel da tecnologia no varejo. Porém, é comum que uma pergunta importante fique sem resposta: O que os consumidores querem quando o assunto é o uso da tecnologia no varejo?

Essa pergunta é importante, pois é a resposta a ela que deve nortear suas decisões no que diz respeito ao uso da tecnologia. Afinal, tudo o que você faz em sua loja é pensando em:

– Agradar seus clientes.
– Proporcionar uma experiência marcante.
– E, consequentemente, vender mais.

Convencido a descobrir a resposta da pergunta que não vale um milhão de dólares, mas pode lhe poupar investimentos desnecessários? A seguir, revelamos o que realmente importa para o consumidor quando o assunto é tecnologia no varejo.

Tecnologia no varejo: o que realmente importa para o consumidor

Geralmente, o consumidor tende a acompanhar o desenvolvimento da tecnologia que o mercado lança. A cada inovação que surge, vem a euforia de poder desfrutar daquela experiência. Mas isso não significa, necessariamente, que eles querem que as lojas onde compram sigam o mesmo ritmo.

O que será, então, que os clientes esperam da tecnologia no varejo?

Foi essa  a pergunta que motivou a pesquisa global feita pelo iVend Retail, em parceria com a AYTM Market Research. Para isso, eles entrevistaram 2250 pessoas. Assim, descobriram que:

– 32.9% dos consumidores entrevistados gostariam que suas lojas preferidas oferecessem a opção de pagamento por celular, ou simplesmente que facilitassem as formas de pagamento.
– 24.9% gostariam de encontrar provadores interativos nas lojas em que compram.
– 19.8% achariam interessante o uso de identificação biométrica.
– 19.7% aprovariam o uso de realidade aumentada, realidade virtual e painéis interativos.
– 16.7% querem poder fazer compras com a ajuda de assistentes de voz.
– 15.6% gostariam de ver robôs nas lojas em que compram.

Isso não significa, porém, que você precise investir em tudo isso agora!

Além disso, também não significa que necessariamente tudo isso se tornará comum no varejo brasileiro em pouco tempo. Porém, são sinais de alerta que você deve ligar se quiser manter seu negócio relevante nos próximos anos. Afinal, por mais que o cenário demore a mudar em nosso país, uma hora essas tendências globais chegam por aqui também.

O que você pode fazer para usar a tecnologia a favor da sua loja!

Primeiramente, é preciso ter em mente que a loja física deve ser um local projetado para proporcionar uma experiência marcante ao cliente, que o fará querer falar sobre a marca e estabelecer uma conexão com ela. Além disso, seu objetivo deve ser encontrar maneiras de agradar o cliente. Ou seja, use a tecnologia no varejo para, por exemplo:

– Melhorar o serviço que já é prestado.
– Fornecer opção para experimentar produtos diversos.
– Conseguir oferecer o melhor preço.
– E, sempre que possível, acelerar o processo de check-out – que é aquele momento em que o consumidor está cansado e não gostaria de perder tempo com filas.

Neste sentido, se você ainda não pode oferecer provadores interativos, que tal criar um espaço imersivo para o cliente experimentar seus produtos?

Além disso, é importante que você tenha em mente que tecnologia no varejo não precisa necessariamente ter a ver com realidade aumentada, realidade virtual e afins. Um simples Wi-fi funcionando bem já pode agradar diversos clientes! Pense nisso!

Fonte: Blog do Varejo, 2/10/2019

SICOM

O SICOM – Sindicato do Comércio da Região de Chapecó – atua como um importante aliado das empresas do comércio. Tem como foco principal o associado, por isso, trabalha com o propósito de coordenar, proteger e defender todas as atividades econômicas relacionadas ao comércio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *