Aumento de vendas, para todo varejista

Aumento de vendas, para todo varejista

É uma discussão que já leva tempos. Como tornar a minha loja mais atrativa e propícia para uma experiência ideal de compra? Como se sabe, o varejo tem passado por uma grande transformação onde, para ser competitivo, é cada vez mais importante aliar estratégias de atração e o conhecimento do consumidor em todo o ciclo de compra.

Uma pesquisa da consultoria norte-americana WD Partners nos traz algo relevante a respeito. Mais de 70% dos entrevistados ainda preferem comprar em loja física, o que mostra dentre outros fatores, o desejo do cliente em vivenciar presencialmente o processo de aquisição do produto.

Ok, isso é um alento tendo em vista a grande oferta de muitos dos mesmos produtos no ambiente online, mas será que você varejista está tirando vantagem desse cenário? Pois bem, muitos ainda não.

 1 – Ponto de venda (PDV)

Tenha sempre bem definido qual é o foco da sua loja, desde o produto que oferece ao tipo de consumidor que deseja chamar de seu cliente. Um PDV bem ajustado se torna uma arma valiosa para desenvolver ações dentro do seu ambiente, engajando o cliente com criatividade e foco nas suas necessidades.

 2 – Atratividade da loja

Pense que, antes de mais nada, seu estabelecimento é um grande showroom e, por oferecer produtos da sua empresa e até de outras, é importante ter esse alinhamento das expectativas e estratégias dessas marcas à sua própria.

Significa trazer as estratégias de trade marketing – que vão desde como deve ser posicionamento dos produtos nas gôndolas a ações de visual merchandising, como o uso de wobblers e stoppers. Junte isso a, por exemplo, tecnologias de Internet das Coisas (IoT) ou microlocalização, que traga diversas informações sobre todo o fluxo de pessoas dentro da sua loja, inclusive por onde passam, e terá algo valioso em mãos.

 3 – Atendimento ao cliente

A jornada de compra no varejo físico não termina na boca do caixa. Hoje é necessário – é conveniente – estar disponível ao cliente também nos pós-venda. Realizar pesquisas de satisfação via NPS para ajudar na avaliação dos seus vendedores e na satisfação geral da loja e mix de produtos, é uma opção que pode trazer resultados relevantes. Ter seu cliente próximo, seja via e-mail ou mensagens por aplicativos, te trará uma percepção do real do ciclo de venda do produto e a eventual perda de interesse pelo mesmo.

 4 – Taxa de conversão

Avalie quais são os fatores que te levam aos preços dos seus produtos. Pense: Produto bom é aquele que vende! Estar atento ao movimento dentro da loja, quais produtos têm maior e menor saída é um dos gatilhos para compreender onde devem ser o foco das melhorias na sua loja, seja no ajuste do share, funcionários ou mesmo de produtos e fornecedores.

 5 – Experiência dentro da loja

Sempre digo aos parceiros da Novidá que uma loja realmente atrativa é aquela que te faz se sentir em casa. Soa como um jargão, não é? Pois nem todos são de se jogar fora. É claro que se trata de uma força de expressão mas tem lá seu fundo de verdade.

Uma loja que se preocupa com seu consumidor pensa em se aproximar dele. E isso vai desde o aroma, luz, cores, tipos de layout, formas de abordagem e engajamento até o momento tão esperado, a compra.

Com esses elementos apresentados acima bem endereçados, a sua loja terá o principal para atrair mais pessoas que passam pelo seu estabelecimento, aumentar a taxa de conversão daqueles que entram e consequentemente, aumentar as vendas e alçar voos cada vez mais altos.

Fonte: http://www.novida.com.br/blog/elementos-para-aumentar-as-vendas-varejo-fisico/

SICOM

O SICOM – Sindicato do Comércio da Região de Chapecó – atua como um importante aliado das empresas do comércio. Tem como foco principal o associado, por isso, trabalha com o propósito de coordenar, proteger e defender todas as atividades econômicas relacionadas ao comércio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *